domingo, 9 de janeiro de 2011

4 – Algés – 2011

Os “BONS” exemplos da Câmara Municipal de Oeiras



Na confluência da Rua Conde Rio Maior com a Calçada do Rio todos os dias há maus exemplos de mau estacionamento. Ninguém actua apesar do perigo que representa tais procedimentos. E apesar da CMO, Policia e Junta de Freguesia saberem e terem conhecimento tudo continua a agravar-se.





Hoje, pelas 11h00/12h00 além de muitos carros na Calçada do Rio também um autocarro da CMO esteve estacionado na passadeira de peões no cimo da Rua Conde Rio Maior.



E o Parque da Ribeira estava praticamente VAZIO e até havia lugares no parque de estacionamento selvagem. Acontece é que quem estaciona nestes locais não está para andar – quer o carro à saída da porta ou talvez fosse do campo de futebol.



Palavras para quê – é num Município de Excelência ou serei eu que sou chata?



Imagens: Maria Clotilde Moreira

6 comentários:

Isabel Magalhães disse...

Pois...!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Oportuno o reparo sobre o autocarro da C.M.O., que estacionou no final da Rua Conde Rio Maior, para que nele entrassem jovens que se iam deslocar para o Ramalhal/Torres Vedras.
E estacionou ali, por cerca de 20/30 minutos, na medida em que estavam estacionados na mesma Rua, em 2ª Fila, bem como na Calçada do Rio em 2ª e 3ª Fila, dezenas de carros de crentes, que assistiam, àquela hora, às realizações religiodsas dominicais das 3 Igrejas que ali existem.
É preciso apontar os erros, mas também devemos ser mais tolerantes.
J.G.

Clotilde Moreira disse...

J.G.

Ser mais tolerantes? Com os carros dos tais crentes em 2ª e 3ª fila? As realizações religiosas dominicais permitem que se ponha em perigo um chegada de socorro em caso de acidente? Que culto é este? E nos dias de semana? Isto é falta de civismo, educação. Estas falhas são apadrinhadas por quem devia sensibilizar as populações.
Clotilde

Anónimo disse...

Por todo o Concelho há muitos exemplos de mau estacionamento e aqui no OL estas situações são documentadas. No caso da CMO terá sido uma infracção ocasional, mas parece que a zona é perigosa e ninguém actua. Devia haver mais cuidado com a segurança.
De Tercena

Isabel Magalhães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.