terça-feira, 8 de março de 2011

Público - Descobertas despesas ilegais superiores a um milhão na freguesia de Nossa Sra. de Fátima

6 comentários:

Helder Sá disse...

Se forem ver outras Juntas e Câmaras Municipais encontrarão muito disto. É gestão danosa e abuso de poder. Precisamos de novos dirigentes, novos políticos e o que vemos no PS e no PSD é mais do mesmo, são sempre os mesmos à volta do líder, seja ele qual for. "Baixei" o documento do TC, não o li na totalidade, espero é que tenha sido apresentada queixa no Ministério Público que funciona junto do Tribunal de Contas. A Presidente da Junta é do PSD? Temos pena, terá de responder pelas ilegalidades.

Isabel Magalhães disse...

"A Presidente da Junta é do PSD? Temos pena, terá de responder pelas ilegalidades."


Não posso estar mais de acordo.

Anónimo disse...

Não é a única presidente do PSD que não sabe fazer contas e deixa a junta de tanga.

Isabel Magalhães disse...

O abuso de poder estende-se alegremente para além dos partidos citados. Estou a lembrar-me de um episódio recente, na semana anterior à inauguração do Museu Automóvel dos BVD, em que as obras foram feitas pela madrugada dentro. Um dos moradores cansado de não poder dormir chamou a PSP de Miraflores, a PSP compareceu, contactou o responsável da obra, o dito senhor telefonou a alguém, apareceu uma viatura com um senhor parecido com o senhor presidente da CMO que dispensou a Polícia e mandou continuar os trabalhos. Depois ainda veio um carro da água para lavar a rua, coisa que poderia ter sido feita de manhã porque a inauguração estava marcada para as 11h.

Anónimo disse...

Mas o que se passou, afinal? Parece que a autarca foi perdoada.

Anónimo disse...

Perdoada? Então e o dinheiro,aparece ou não? Sem o sigilo bancário não é fácil investigar? As contas dessa senhora devem ser lindas, porque quem a conhece sabe que não é a primeira que faz. Ser do PSD, PS, PP; PCP não interessa, hoje a corrupção é generalizada. No entanto, para muita gente que lidou com esta Presidente, o que espanta é a impunidade com que faz destas coisas.
Sim, espero que seja julgada e que o dinheiro apareça, mas não acredito nisso visto estarmos em Portugal.