terça-feira, 20 de setembro de 2011

CAÇA ÀS BRUXAS

Pessoa amiga fez-me chegar o link de “lixo-no-psd-blogspot.com” que eu já havia apagado por entender que o mesmo se desviara daquilo que seria normal em democracia, incluindo a democracia interna do PSD (se é que os autores são militantes do Partido SOCIAL DEMOCRATA). Podemos ter divergências ideológicas, podemos discordar do posicionamento do militante “A” ou “B”, seja do PSD ou PSD travestido de IOMAF. Não podemos transformar uma querela ideológica numa “caça às bruxas”, as divergências não podem transformar-se numa questão pessoal. Diferença de opiniões, sim, que não pode, nem deve transformar-se numa questão pessoal.
Vem isto a propósito da leitura que fiz do post “O verdadeiroBUFO...”, onde o seu autor procura queimar na praça pública alguém que interessa abater. Por ser irmão do Ângelo Pereira? Com que intenção?
Há 33 anos o Partido Comunista, a CGTP/Intersindical e a extrema-esquerda folclórica pintaram paredes em Portugal nas quais escreveram “Sá Carneiro, ladrão, paga o que deves”, a pretexto de uma pretensa dívida do então Primeiro-Ministro ao Banco Espírito Santo e Comercial de Lisboa (BESCL), como na altura se designava o actual BES.
“Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade” é chavão atribuído ao Ministro da Propaganda Nazi, Josef Goebbels, que os comunistas astuciosamente aproveitaram ao longo do século XX.
Hoje, com a multidifusão via internet, principalmente por blogues, e no caso em apreço o dos “”homens e mulheres do lixo”, a crucificação de Inigo Pereira, ainda que num único post, transforma-se numa mentira repetida milhares de vezes, o que é inaceitável e imperdoável.
Não conheço o Inigo, para além do “bom dia” ou do “boa tarde”. Não sei se é “verde”, “laranja” ou “laranja-verde alface”, é um ser humano, é um militante do PSD (creio), é um trabalhador do município de Oeiras.
Como é possível que, depois de tudo o que se passou Francisco Sá Carneiro, venham os “homens e mulheres do lixo” com a mesma receita para denegrir e lançar na lama Inigo Pereira? Parte-se para este ataque em suspeitas, porque se terão cruzado e-mails e concluiu-se, sem ter a certeza, que Inigo Pereira é o delator de não sei o quê. É um acto indigno.
Se Inigo Pereira é do IOMAF, eu sou do PSD. Se Inigo Pereira está dividido entre o PSD e o IOMAF (transexualidade política que alguns apelidam de “laranja-verde alface”), eu sou apenas e só do PSD.
A ser verdade, o seu posicionamento político dúbio é o que me separa de Inigo Pereira. Contudo, Inigo Pereira tem direito ao seu bom nome e a não ser enxovalhado na praça pública. A suspeição como arma de arremesso e de contornos obscuros empobrece a democracia, o PSD e a estabilidade social na Câmara Municipal de Oeiras.
Perante este ataque soez não poderia deixar de manifestar a minha solidariedade com Inigo Pereira.
E não posso também deixar de manifestar o meu repúdio a quem gere este blogue (lixo no psd).

12 comentários:

Helder Sá disse...

Informo que este mesmo texto foi enviado para o blog "lixo no psd". Espero que o publiquem.

Anónimo disse...

Concordo com este texto. Não sei quem é o Inigo e mutio menos que trabalha na Câmara e se é laranja/alface ou só alface. Aliás para mim não existem laranja/alface, mas só alface. O blog lixo pode perfeitamente ser uma estratégia de vitimização de quem está politicamente desesperado.

Anónimo disse...

Está publicado caro Helder. Já lhe respondemos no seu outro blog! Vemos que tempo não lhe falta. Só esperamos que não seja durante o horário de trabalho em que é pago com os nosso impostos! Cumpts

Anónimo disse...

Perfeitamente dispensável era a alusão ao PCP. Porquê esta comparação? A que propósito? Sem qualquer fundamento e nexo. Até porque não podemos comparar tempos da História que são completamente diferentes. Falarmos de há mais de 35 anos e compararmos com situações de hoje são coisas sem sentido nenhum. As verdades que se disseram é que parecem ainda custar a muita gente e uma verdade que se tenta desmentir até à exaustão (e que se continua a tentar desmentir décadas passadas) só vem provar que afinal a verdade, é mesmo verdade. Caso contrário provassem o contrário nas instâncias próprias. Como não provaram coisissima nenhuma tratem mas é de não incomodar o PCP e tratem de trabalhar um pouco mais (PSD).
Aconselho por isso a pararem com a cobrança de impostos abusiva e com este ataque sem precedentes à classe trabalhadora. Aconselho principalmente a mandarem a troika de volta aos seus paises de origem e a fazer as verdadeiras reformas em Portugal, são elas: A R. Agrária, R. das Pescas e Indústria. Tudo isto conjugado com a saida do Euro e com a r€e$truturação (que trocadilho à maneira, repararam no pormenor?) da divida (em escudos claro) levar-nos-á de novo ao crescimento económico e ao emprego, tendo por base um crescimento baseado na indústria e na força operária. Assim se vê a força do PCP e a clarividência de um partido e de gentes com visão que não se rebaixam nem se subjugam às saias da Sra. Merkel.

Pedro Correia

Chico R. disse...

No PCP ninguém conhece este «Pedro Correia»!

Anónimo disse...

Boa discussão, a razar o mais subtil que se anda a fazer em Oeiras, o mesmo que se está a passar na Madeira com o Adalberto João TIRANOSSAURO. Mas fiquei ainda mais esclarecido sobre os funcionários da CMO que são do PSD. Já se sabia que só eram funcionários da CMO porque eram do PSD ou do IOMAF. AGORA FICOU CLARINHO como a água dos SMAS com a SIGLA "CAMPILHO", ou seja água da torneira Campilho, com empregados recrutados em tempo de PROIBIÇÃO de ADMISSÕES!!!!
Para não ser Anónimo, cá vai este escrito pelo BOCAGE dos tempos recentes. Estão com muita sorte. Vai escrito em Português sem Vernáculos

Anónimo disse...

Estratégia de vitimização?! Ahhh!! Sem comentários. Apenas apanhámos o responsável por tanta calúnia e, resolvemos "colocar a boca no trombone".
Deitou-se na cama que fez. E, ao contrário do que o Helder escreveu, temos provas e, já as enviámos para quem de direito. Isaltino de Morais incluido. Já que trabalha na CMO pergunte! Cumpts.

Manel Anjinho disse...

Ó Bocage! para o ramalhete ficar composto tens que juntar uns PS rosa e uns PS alface aos da câmara e que só lá estão por o serem.

Fui!

Anónimo disse...

O que tem Oeiras a ver com isto?
Convém explicar.
obg

Isabel Magalhães disse...

Ó anónimo [21 de Setembro de 2011 11:05] mas que mau feitio! Acorda sempre mal disposto? Olhe que a vida é curta... :)

O seu comentário é um bocadinho redutor, não é? Afinal trata-se de "Oeiras e suas gentes", mesmo que muitas sejam importadas e o assunto seja partidário. Oeiras é um concelho rico onde há de tudo como na "Pharmácia". Convém não esquecer!

Oeiras disse...

É, há alguns funcionários da CMO que não têm filiação partidária e não se manifestam politicamente, apenas pretendem trabalhar e dar o seu melhor, como os do sector privado. A caça aos funcionários públicos nunca mais pára neste país...

Se falarem em as chefias serem do partido, até pode ser, mas deixem de meter todos os funcionários no mesmo saco...

Anónimo disse...

Caro OEIRAS, dizer-se k "...há alguns funcionários da CMO que não têm filiação partidária e não se manifestam politicamente.." é a falsa omissao do costume, sobretudo quando se admite que as chefias possam ser partidárias. Quanto à caça aos funcionários públicos concordamos c/o seu ponto de vista. A maneira mais fácil de estar na vida é ñ nos comprometermos com nada, pk alguem há-de lutar por nós. Todos, sejam simpatizantes, filiados em um partido ou sindicato ou ñ sendo nada (no k ñ acredito)teem de ser respeitados. Fazer política (da polis grega) é um acto nobre.