quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Segunda fase do Parque dos Poetas representa mais 41 poetas

A Câmara Municipal de Oeiras aprovou o projecto da segunda fase do Parque dos Poetas, num investimento de 28 milhões de euros e 15 hectares alusivos a mais 41 poetas, informou hoje a autarquia em comunicado.
O projecto da segunda fase do Parque dos Poetas, em Oeiras, foi elaborado pelo gabinete de arquitectura paisagista de Francisco Caldeira Cabral, e prevê a composição de diferentes jardins alusivos a 41 poetas, 30 portugueses e 11 estrangeiros, e à época em que se inserem, num jardim com mais 15 hectares, ou seja, cerca de 15 estádios de futebol.
Entre os poetas portugueses a ser representados encontram-se desde D. Dinis (1279-1325), passando por Gil Vicente (1460-1536), Luís de Camões (1524-1580) e Manuel Maria Barbosa Du Bocage (1765-1805) e Almeida Garrett (1799-1859), até Guerra Junqueiro (1850-1923).
Já no que diz respeito aos poetas de expressão portuguesa, na segunda fase do Parque dos Poetas vão estar representados o brasileiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) e o moçambicano Rui Nogar (1932-1993), entre outros nove.
As esculturas dos poetas estão a cargo de cerca de 30 diferentes artistas, sendo que a autoria da representação do poeta português Luís Vaz de Camões "será definida na sequência de concurso público, ainda por realizar", diz a autarquia.
Na quarta-feira, o executivo da Câmara Municipal de Oeiras aprovou, por unanimidade, a adjudicação da empreitada da segunda fase do Parque dos Poetas pelo montante de 28.275.409,82 euros.
Segundo o comunicado divulgado hoje pela autarquia, "o prazo de execução da empreitada é de 36 meses, sendo que o mesmo começa a contar-se da data da consignação, a qual será feita logo após o visto do Tribunal de Contas".

21 comentários:

Zé Alves disse...

Acho imoral esta situação: ainda que aprovada por unanimidade, o executivo que vier está condicionado. Isaltino e sobretudo os Vereadores da "oposição" deveriam ter-se oposto. Quando é que Isaltino entende que se deve limitar a actos de gestão e não mais actos de endividamento? Se o executivo que vier a seguir concluir que não dispõe de dinheiro para o projecto ser concluído no prazo definido? Lá vão Isaltino dizer que não fazem porque não querem. E a própria "oposição" só estar a mandar ao ar os foguetes de Isaltino, participando na festa e na campnha eleitoral deste. Tenham vergonha, srs. vereadores!
E por que será que NUNCA NINGUÉM pergunta donde vem o dinheiro? Por que será que NUNCA NINGUÉM pergunta qual o PASSIVO da Câmara?

Anónimo disse...

Você disse 28.000.000€?

O homem está louco. Parece o Hitler nos últimos dias em Berlim. Assina tudo o que lhe põem à frente.

Acho o Parque dos Poetas globalmente um bom projecto. Mas "lá é hora" para este tipo de obra? Saíu o Euromilhões à freguesia de Oeiras e S.J.Barra ou é para lhes "dar a volta" por ser a mais populosa e poder fazer a diferença?

Quantos projectos de 28.000.000€ existem nas restantes freguesias para obra socialmente relevante?

Anónimo disse...

É sempre o grosso para aí e as migalhas para as outras freguesias. É a marca Isaltino.

Anónimo disse...

Dr. Isaltino, novamente Candidato à Presidência da CMO, será que vai agora cumprir o que prometeu por ocasião da inauguração da 1ª Fase!!!???

Recitar de cor um poema original do autor retratado em cada uma das estátuas???

Alô, pessoal das comunicações, vídeo, som e ... teleponto!

Vem por aí ... trabalho!!!

Vou lá estar! Não Faltarei!
Já me esquecia.
Também vou lá no dia 11

Anónimo disse...

28 milhões para mais estátuas? E a população idosa da freguesia da CQD que vive em habitações degradadas e sem casa de banho, ó sr pcmo?

Oeiras Local disse...

Lamenta-se que toda a oposição tenha apoiado este acto. Como é que este despesismo vai ser pago?

É público o recente pedido de 15 milhões feito pela CMO à CGD dando como garantia a receita de 2010.

Haja contenção nos dinheiros públicos, meus senhores.

Isabel Magalhães disse...

Depois das várias apresentações de candidaturas a que assisti, depois de tomar conhecimento das graves carências de muitas, se não todas, as freguesias em áreas de primeira necessidade, creches, centros para idosos, habitação condigna para os que não vivendo em barracas v ivem em habitações degradadas e sem casas de banho, como por exemplo a CQD, será esta uma prioridade?

Rodrigo P disse...

Julgo que a maioria de vós entende o que é unanimidade, deste modo a culpa reverte para todas as cores partidárias. Não é credível que afunilem apenas para uma pessoa. Em todo o caso tenho a dizer o seguinte, a freguesia de Oeiras não é o centro de investimentos, senão o que me dizem ao taguspark? Dos maiores e mais rentáveis investimentos feitos em Oeiras, fica na freguesia de Oeiras?

Anónimo disse...

PArabéns. Isaltino faz.Os outros criticam.

Anónimo disse...

"Isaltino faz.Os outros criticam."


Essa deve ser a Piada do Dia.

Isaltino não fez. isaltino comprometeu-se com uma despesa de 28 milhões que sabe, de antemão, não poder pagar porque vai acabar por perder o mandato.

Chama-se a isto armadilhar o mandato do senhor / senhora que se segue.

Anónimo disse...

Esta notícia está a sair desde a campanha passada e parque dos poetas nada. Volta e meia foi aprovado, foi adjudicado e nada. Alguém me explica o que se está a passar.

Makaveli disse...

Em Porto Salvo o Isaltino consegue inaugurar coisas que já estão inauguradas.

É fantástico este Sr...

Anónimo disse...

Ora ai está... Ele sabe que não poderá pagar... Vocês não sabem o que dizem. Então ele ia estar a armadilhar-se a si próprio no próximo mandato? O senhor e senhora que menciona, não têm noção da realidade de Oeiras já se viu isso, as propostas megalomanas que ele propõe ainda por cima não são dele, são cópias integrais do plano que o Governo já tem para Oeiras.
Em resposta ao pagamento, você por acaso sabe se ainda existe divida pelos outros investimentos já feitos em Oeiras?

Anónimo disse...

E em carnaxide, ele inaugura obras embargadas (VLN)!!

Raul Esteves disse...

Ordenamento do território é algo que vocês, alguns, desconhecem por completo. Em todos os concelhos, evoluídos, existem zonas chamadas de CBD, onde se aglomera os negócios com o comércio e o lazer, cria-se uma zona de chamariz, onde a facilidade para usufruir de qualidade de vida é plena e rentável, deixando tudo à disposição, ainda para mais num concelho com 45 ou 46 km2. Esses comentários de ciumeiras são despropositadas…

Rui Valelente disse...

Gostaria que o senhor anónimo divulgasse esse acontecimento, que é público, sobre os 15 milhões de euros à CGD, sinceramente desconheço, dai que gostaria que me, se não for incómodo, demonstra-se com factos públicos esse acordo, pois com todo o respeito, não é por dizer que dou como certo, apesar de achar uma grande ideia esse tipo de acordos, criando oportunidades para não estagnar.

Gabriel Carvalho disse...

Sobre os “endividamentos” da câmara, caso não saiba, são disponibilizados e públicos pelo Tribunal de Contas, atenção que terão uma surpresa, para os Oeirenses é boa, para vós é desagradável, pois não puderam continuar a alimentar essa calunia.

Daniel Alves disse...

Engraçado que esse caso da senhora idosa é sempre o mesmo. Já la vão mais de 3 anos sempre a falarem nisso. Quando confrontados dizem sempre que é preciso ver “OS CASOS” das senhoras idosas, então e quais são? Respondem sempre, BOM….FICA… ouvi dizer …

Anónimo disse...

Ao anónimo de 25 de Setembro às 14:26:

"Próximo mandato"?...De quem?...

AFS disse...

Vou destoar da maioria dos comentadores.

Eu concordo com a continuação do Parque dos Poetas. Acho-o um excelente projecto, algo de que nos devemos orgulhar enquanto oeirenses e enquanto portugueses. Talvez venha daí a 'unanimidade' de que se fala.

Por isso assumo publicamente que concordo com esta extensão. Obviamente há carências, mas não é Oeiras um dos municípios mais ricos do país? Prefiro que o dinheiro autárquico seja aplicado neste tipo de projectos, que são direccionados para a comunidade e para o nosso bem-estar (ainda por cima aliados à cultura), do que em geisers, em revistas e jornais municipais cheios de luxo, em jantares para comités olímpicos e outros que tais. Juntando as migalhinhas... haveria muito por onde poupar para suprir as necessidades da população, sobretudo idosa.

Anónimo disse...

CQD - habitações degradadas e sem casa de banho, Bairro Clemente.