terça-feira, 18 de agosto de 2009

As promessas de Perestrello

  • Levar metro até Oeiras, alargar a A5 no nó entre CRIL e CREL e construir a via norte-sul.
  • 40 novas escolas no pré-primário, através de plano escolar de emergência e alargar horários.
  • Habitação para classe média para fixar população, colocar casas no mercado de arrendamento.
  • Localizar hospital ocidental de Lisboa na área de Carnaxide, disponibilizando terrenos existentes.
  • Atrair indústrias criativas e de serviços, na área das novas tecnologias do conhecimento.

10 comentários:

Clotilde Moreira disse...

´"40 novas escolas no pré-primário, através de plano escolar de emergência e alargar horários."

Alargar os horários? Não seria melhor dizer ao seu partido que são preciso horários de trabalho mais humanizados para os pais estarem com os filhos?

E as escolas novas são de proximidade ou de excelência lá longe como o plano propagandeado pelo actual executivo?

Clotilde

Anónimo disse...

Habitação para a classe média:

Vai fazer mais prédios? Sabe quantos há vazios?

anunciação disse...

Olha que programa tão bem elaborado . Se estas são as medidas emblemáticas do Perestrello, pois verificamos que é só propaganda como o sr. Sousa, o seu grande líder .
Então no caso "reabilitação Urbana" passou como gato por água fria : A correr e assanhado .
Para uma entrevista assim não precisava de um sofá vermelho nem da pose afectada.

Afonso de Melo e Cunha disse...

"As promessas do Barão De Melo e CunHHa"


Eu também prometo:

- Levar o TGV até Oeiras.

- Alargar a marginal de 2 para 4 faixas em cada sentido (apenas onde serve as freguesias da minha cor como me ensinou o Tino).

- 80 novas escolas no ensino profissional (Oeiras tem licenciados a mais por falta de oportunidades de desistirem mais cedo).

- Convencer os patos-bravos a baixarem os preços das casas novas devolutas de modo a atrair a classe-média. A populaça que fique onde está.

- Construir rapidamente o hospital ocidental de Lisboa na área de Carnaxide antes que os Oeirenses percebam que o Hospital S.Francisco Xavier e o novo de Cascais é 'já ali'. É preciso investimento público.

- Atrair indústrias criativas (tipo PF-Produções Fictícias que se for eleito vereador terão muito trabalho). Na área das novas tecnologias, prometo, tal e qual 'George Ville' em Carnaxide com o Wireless gratuito em toda freguesia (ainda não parei de rir desde aquela entrevista), prometo dizia, um telemóvel a cada Oeirense com 5€ de pré-carregamento.

- Estabelecer um convénio com a NASA de modo a ser estudado a possibilidade de colocarmos o primeiro astronauta Oeirense em órbita aproveitando o foguetão de Carnaxide.

Como vêem prometi e 'no pasa nada!'

GIGI disse...

Afonso de Melo Cunha:

Na campanha anterior havia um candidato que queria transformar Oeiras num concelho digital.Não deseja acrescentar isto à sua lista de promessas?

Se eu fôr eleita mando colocar um girassol em cada janela.

GIGI

Anónimo disse...

Essa ideia é do Isaltino. Ele é que mandou plantar girassóis em Oeiras. Se calhar mandou fazer óleo para as Caldeiradas.

GIGI disse...

Lagarto Lagarto. Já não planto Girassois. Retiro, retiro. Obrigada pela informação anónimo das 0.12

Coloco uma sardinheira.

GIGI

Anónimo disse...

Isso é conversa da treta. Há quatro anos, igualmente na Campanha das Eleições Autárquicas, o seu camarada de partido, ENANUEL MARTINS, assumiu com as outras forças políticas concorrentes que o PS não aceitaria pelouros e fartou-se de lavar "roupa suja", como nenhuma força política o fez. Mão tardou e passado pouco tempo.. não sõ aceitou pelouros, como conseguiu familiarizar-se e ser íntimo de Isaltino Morais. VAMOS PAGAR PARA VER daqui a uns meses.

Anónimo disse...

Sou socialista, acompanhei o mais perto que me foi possível a campanha do PS há quatro anos e não me lembro de alguém alguma vez ter dito que o PS não aceitava pelouros. Mais entendo que para alem da campanha eleitoral fica o interesse dos cidadãos de Oeiras, e o PS prestou um serviço público.

Oeiras disse...

A primeira não depende dele nem da CMO, são decisões do Estado, da BRISA e do METRO;

40 escolas pré-primárias como, financiadas e exploradas pela CMO? Ou facilidades para os particulares as construírem?

Habitação? Lá está como alguém já disse, tratem mas é de ocupar os milhares de apartamentos que estão vazios e os outros tantos que estão à venda, porque está tudo a fugir da Oeiras cara e a comprar mais baratinho na linha de Sintra ou na outra margem do rio;

Disponibilizar terrenos para o hospital até pode, mas é outra que não depende dele e sim do Ministério da Saúde;

Atrair indústrias criativas e de serviços é o que o Tio Isaltino tem feito mais, por isso nada de novo aí.

Parece que estão a fazer campanha para as legislativas e não para umas autárquicas, esta gente deve ser parva...