segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Ensino universal e grátis a partir dos três anos faria mais pelo país do que TGV, diz demógrafo

As medidas de apoio do governo à natalidade são positivas, mas insuficientes, defende um demógrafo, salientando que o ensino universal e gratuito a partir dos três anos faria mais pelo futuro do país do que o TGV ou um aeroporto.

6 comentários:

Anónimo disse...

Quem confirma que é cerdade o que esse "demógrafo" diz?

Anónimo disse...

Já agora quem nega?

AFS disse...

"Anónimo" das 10h54,

Já agora, demógrafo entre aspas porquê?

E se acha que não é verdade, pesquise sobre as medidas natalistas de França e, muito recentemente, de Espanha.

(e atenção, que eu nem sou contra o TGV)

anunciação disse...

Olha, e um SNS universal e grátis também fazia melhor que o TGV e não tinha efeitos colaterais .

Isabel Magalhães disse...

Eu sou contra o TGV apenas e só porque não quero hipotecar o futuro dos meus descendentes até à quinta geração.

Clotilde Moreira disse...

Li de manhã e guardei para voltar a ler. Sempre defendi horários de trabalho humanos, porque, mesmo havendo onde deixar os filhos, é necessário que os pais disponham de tempo para estar com as suas crianças. Se os horários de trabalho fossem humanos, sem horas extras, sem trazer trabalho para casa talvez houvesse mais gente empregada etc. etc. Eu sei que daria uma grande discussão ...
Clotilde